Quem trabalha com ar comprimido sabe a importância de ele estar sempre limpo e seco. Para isso é necessário conhecer filtro coalescente e particulado que você tem instalado na sua linha.

 

Partículas sólidas, água e óleos no ar comprimido reduzem a vida útil e a funcionalidade dos componentes, ferramentas e sistemas inteiros.

 

E mais, eles também prejudicam a produtividade e a eficiência energética – consumindo mais energia elétrica.

 

Por isso, estar ciente de como obter a qualidade do ar comprimido – e os filtros que são necessários para atingir essa qualidade é fundamental para uma planta bem administrada.

 

 

[NÃO COMETA ESSES ERROS AO INSTALAR SEU LUBRIFIL]

 

 

Após visitar centenas de empresas, de diversos segmentos industriais, percebi que algumas vezes faltam informações valiosas (daquelas que fazem economizar tempo e dinheiro) em relação à funcionalidade, utilidade e eficiência dos filtros.

 

Por isso, se você quer saber sobre filtros coalescentes para ar comprimido, aqui estará tudo que você precisa saber.

 

Primeiramente,

O QUE É FILTRO COALESCENTE ?

 

 

Um filtro coalescente é usado basicamente para remover aerossóis de água e óleo que contaminam o ar comprimido.

 

filtro coalescente 2

 

Esses contaminantes são oriundos de óleos lubrificantes para compressores, óleos de corte residuais, umidade condensada, óleos carbonizados entre outros.

 

A Principal diferença entre o filtro coalescente e o filtro particulado convencional, é o grau de filtragem que conseguem alcançar e a finalidade a que se destina.

 

Enquanto em um filtro de partícula, o elemento filtrante é de TNT, nos filtros coalescentes geralmente é usado o elemento filtrante de fibra de vidro.

 

Note quanto isso reflete no grau de filtragem: o filtro coalescente pode chegar a filtrar partículas sólidas de 0,01 µm, já o filtro de partícula, como o lubrifil, filtra partículas maiores ou iguais a 5 µm.

 

 

***(µm) é o símbolo da unidade de medida que chamamos de micra.

Para fins de comparação, um grão de areia tem tamanho médio de 90 micras (µm) e um fio de cabelo humano em média 70 µm de diâmetro.

 

 

 

 

QUALIDADE DO AR COMPRIMIDO

 

Antes de falar sobre os tipos de filtros coalescentes, precisamos definir alguns parâmetros.

 

Quando se fala em qualidade, cada um de nós vamos ter uma definição diferente, não é mesmo?

 

O ar comprimido de qualidade usado na indústria farmacêutica não é o mesmo ar de qualidade usado em uma borracharia.

 

 

 

 

Para padronizar a qualidade do ar comprimido, nos baseamos na Norma ISO 8573-1, reconhecida internacionalmente.

 

Como você vai ver no quadro abaixo, ela define o grau de pureza do ar comprimido para diversas utilizações: desde o ar respirável ao ar usado para instrumentação.

 

Nessa Tabela vemos a definição dos graus de acordo com a quantidade de partícula sólida, água e óleo.

 

CLASSE PARTICULAS SÓLIDAS

Máximo de particulas sólidas por m³

Umidade e Água Óleo (incluindo vapor, líquido e aerosol)
0,1 a 0,5 µm 0,5 a 1,5 µm 1 a 5 µm Ponto de Orvalho mg/m³
1 100 1 0 -70°C 0,01
2 100.000 100 10 -40°C 0,1
3 10.000 500 -20°C 1
4 1000 +3°C 5
5 20.000 +7°C
6 +10°C

 

 

Abaixo segue os tipos de industrias e a classe de ar comprimido recomendada para cada uma:

 

APLICAÇÃO CLASSE DE QUALIDADE SUGERIDA TRATAMENTO ADICIONAL
Sólido Água Óleo
Rolamentos de ar, tubulação, aferição 2 3 2
Farmacêutica, Comida e Bebida 3 1 2 REMOVEDOR DE ODOR
Instrumentação 2 3 2
Jateamento abrasivo 3 3
Pintura em spray 3 3 3
Atuadores pneumáticos / robótica 4 4 4
Ar respirável (típico) 1 3 1 REMOVEDOR DE ODOR

 


Logo, se você é responsável pelo tratamento de ar da área de instrumentação da sua indústria, por exemplo, é recomendado os graus:

Instrumentação Sólido Água Óleo
2 3 2

 

Checando na primeira tabela, vemos que grau 2 para sólido corresponde à um grau de filtragem de 0,5 a 1,5 µm.

 

A partir daí se faz necessário buscar filtros que atendam a essa sua necessidade específica.

 

O não atendimento desses padrões, provavelmente não acarretará em problemas imediatos.

 

Porém, é importante observar que no curto/médio prazo, poderão ocorrer danos à sua aplicação como falhas nos equipamentos de precisão e desgastes nas peças móveis – principalmente em juntas e vedações – na melhor das hipóteses.

 

Para facilitar o seu serviço e te ajudar a encontrar os filtros que atendem a sua necessidade, listei abaixo os principais tipos de filtros coalescentes para ar comprimido.

 

 

TIPOS DE FILTROS COALESCENTES

 

 

 

 

FILTRO COALESCENTE SEPARADOR DE ÁGUA

 

O separador de água irá remover 99% de toda a água líquida que estiver presente na linha de ar.

 

Ele deve ser instalado no ponto de maior pressão, longe do compressor, recomendado na entrada da máquina.

 

Filtros de partículas e de óleo, além de regulador de pressão se necessário, deve ser instalado a jusante (após) do separador de água.

 

Por causa de seu elemento de malha de resina, a queda de pressão é insignificante e a substituição do elemento é raramente necessária.

 

Normalmente, o separador de água é fornecido como padrão com dreno automático interno, normalmente aberto.

 

Nota: O separador de água não remove vapor d’agua, somente o condensado.

 

 

 

 

 

FILTRO COALESCENTE PRINCIPAL DE LINHA

 

Com grau de filtração de 3,0 micras de partículas de óleo, água e sujeira, o filtro principal de linha é montado para remover

o óleo líquido, água e partículas de todos os tipos.

 

É usado como um pré-filtro antes de um secador de ar refrigerado. Também é usado em conjunto com filtros de alto

desempenho como separadores de névoa de óleo.

 

Normalmente é fornecido como padrão com drenagem automática interna e indicador de pressão diferencial.

 

FILTRO COALESCENTE SEPARADOR DE NÉVOA DE ÓLEO

 

Filtro coalescente para remoção de aerossóis líquidos, partículas sólidas e óleos maior ou igual a 0,3 micras.

 

É ideal para filtragem de óleo após um compressor do tipo pistão.

 

Em geral é fornecido como padrão com dreno automático interno, normalmente aberto e indicador de pressão diferencial.

 

MICRO SEPARADOR DE NÉVOA DE ÓLEO

 

Filtro coalescente para remoção de 0,01 micra de líquido, partículas sólidas e aerossóis de óleo.

 

É usado como filtro final em aplicações industriais.

 

Recomenda-se como um pré-filtro para fornecimento de ar para instrumentos de precisão ou para aplicações de sala limpa.

MICRO SEPARADOR DE NÉVOA COM PRÉ FILTRO

 

Filtro coalescente que fornece o desempenho de alta qualidade de filtragem para 0,01 micra de carbono, remoção de

poeira e óleo com um pré-filtro incorporado.

 

Dispensa a instalação do pré-filtro, resultando em:

 

  • Economia de espaço e instalação mais fácil;

 

  • Menos elementos filtrantes a serem trocados;

 

  • Redução da queda de pressão total;

 

  • Custo de mão de obra reduzido.

 

 

FILTRO COALESCENTE REMOVEDOR DE ODOR – CARVÃO ATIVADO

 

Os filtros de carvão ativado são unidades de alta eficiência que removem hidrocarbonetos e vapores orgânicos de ar

comprimido.

Sempre necessário em sistemas de ar respirável para remova o odor e o sabor.

 

Filtros de carvão ativado não devem operar em condições saturadas de óleo ou água.

 

Eles operam normalmente a jusante de um filtro coalescente de 0,01 micra para que receba um ar com alto grau de pureza.

 

*Importante: Filtros de carvão ativado não removem monóxido de carbono ou dióxido de carbono do ar comprimido.

Recomenda-se a substituição do elemento filtrante a cada 6 meses.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.